terça-feira, 13 de outubro de 2009

insanos acontecimentos

Minhas lágrimas caem
e já as imagino como um lago cristalino,
meus olhos brilham ao perceber a alegria do menino.
Olho pro lado e vejo uma lona de circo,
me viro de repente e estou fazendo carinho em um mico.
Dou um mergulho no mar e percebo que criei asas
e então começo a voar por cima das casas.
Sento em uma nuvem para descansar...
A nuvem era de chuva e começou a pingar
saí dali correndo, me preparava para voar,

quando meu relógio despertou...
Estive apenas a sonhar.

8 comentários:

Desabafando disse...

que lindo poema amiga, parabéns...adorei!

Kaio Rafael, disse...

Aaaaah, onirismo, onirismo, onirismo! *-*'

Não preciso nem dizer que amo o caos, não é?
Que entropia me enaltece e afins,
Que o surreal me encante e comove,

Lindo, lindo,

A dimensão dos sonhos é a parte mais gostosa de mim da qual tenho conhecimento,
Acho que ela já faz parte da realidade, *-*'

Ingrid disse...

Que lindo! Um caos que abre sorrisos!
Obrigada pelas visitas e desculpa pela falta de retorno, é que ando meio atarefada! hehe

:*

Desabafando disse...

TEm selinho pra vc no meu blog! Passa lá. BOm fim de semana!

Suany ڪےalgado ® disse...

Ain que gostoso viajar nesse poema Shaa otimo! rs

Bjãooo

Olga disse...

gostei do post :)

http://velhocuringa.blogspot.com
obs: comece a ler do primeiro post.

meus instantes e momentos disse...

gosto desse teu modo de escrever.Vc voa..
Gosto de ti,
Maurizio

Lolla...doida varrida! disse...

gostei do texto. muito bom.
obrig. pela visita e comentario, estarei sempre aqui.
bjusss